Pato no tucupi - receita

Thumb

O pato no tucupi é sem duvida o rei da culinária paraense. Abaixo disponibilizamos a receita da iguaria famosas em todos os restaurantes de Belém.

Pato no Tucupi


Rendimento: 6 pessoas


Ingredientes:

4 a 5 Kg de pato ou dois patos médios
Vinha-d'alhos: suco de cinco limões, cinco cabeças de alho socadas, meio litro de vinagre branco, uma pimenta-de-cheiro, sal a gosto
5 litros de tucupi
3 pimentas-de-cheiro
5 cabeças de alho
6 maços de folhas de jambu
Temperos: alfavaca, chicória do Norte e sal a gosto


Para o molho de pimenta


17 pimentas-de-cheiro
1 dente de alho
Um pouco de tucupi fervente
Sal a gosto


Acompanhamento


Arroz branco
Farinha-d'água de mandioca


Preparo: 


Lave os patos em água corrente. Em um recipiente, prepare a vinha-d'alhos, misturando os ingredientes. Junte os patos e deixe-os descansar nos temperos, em geladeira, de um dia para o outro.

Asse os patos em forno médio, regando-os com o líquido da vinha-d'alhos, à medida que forem tomando cor.

Retire-os e, após esfriarem, corte-os em pedaços.

Se preferir, desosse-os e retire a pele.

Em uma panela, ferva o tucupi junto com as pimentas-de-cheiro, as cabeças de alho, a alfavaca, a chicória e o sal.
Retire três litros de tucupi e reserve. Nos dois litros restantes, coloque os pedaços de pato e ferva-os, até ficarem bem macios.

Separe folhas de jambu com os talos mais tenros e lave-as em água corrente.

Escalde-as em água fervente com sal, escorra-as e reserve-as.


Preparo do molho de pimenta


Amasse as pimentas-de-cheiro com sal, o dente de alho socado e um pouco de tucupi fervente, para formar um molho.

Montagem


Em um alguidar de barro, disponha os pedaços de pato e o jambu. Cubra com o tucupi restante, que não foi usado para amaciar os patos. Sirva com molho de pimenta e acompanhe com arroz branco e farinha-d'água de mandioca.


 



» Conheça Também

Thumb2

Museus

Museus de Belém - Pará

Museu de Arte de Belém

O Palácio Antônio Lemos foi construído no Século XIX para ser a sede do poder municipal. Ao longo de seus 117 anos de existência abrigou o Tribunal de Relação, a Junta Comercial, o Conselho......

Leia Mais

Thumb2

Cultura

Xote bragantino, folclore paraense

O "Xote" (Schotinch) tem sua origem na mais famosa dança folclórica da Escócia na segunda metade do século XIX. Aos poucos foi conquistando a Europa. Na Alemanha ganhou um ritmo valsado pela influência da Valsa Vienense. Na Inglaterra a dança era......

Leia Mais